Como a tecnologia pode ajudar a escola na retenção e atração de alunos

Escola em Movimento > Blog > Arquivo Aplicativo Escolar > Como a tecnologia pode ajudar a escola na retenção e atração de alunos

Como a tecnologia pode ajudar a escola na retenção e atração de alunos

Postado por: admin
Categoria: Arquivo Aplicativo Escolar
Como a tecnologia pode ajudar a escola na retenção e atração de alunos

Sobre uma boa estratégia para retenção e atração de alunos, sabemos que não existem caminhos simples.

A excelência é um caminho longo, e isso não é exclusividade do meio educacional.

Quando desejamos nos destacar frente à concorrência temos que aprender importantes conceitos, ousar e sair na frente.

Com tantas mudanças nos últimos anos na forma como nos comunicamos e nos informamos, gestores e profissionais de escolas que ficaram atentos às mudanças ganharam vantagens com isso.

Como a tecnologia pode ajudar a escola na retenção e atração de alunos
Satisfação é a chave para a retenção e atração de alunos. Reprodução.

Há alguns anos atrás, por exemplo, era difícil imaginar que a comunicação com os pais poderia ser realizada por meio de um aplicativo escolar.

E então imaginar que ter um app próprio da escola sairia mais barato que usar agendas? Que ao invés de gastar tempo com bilhetes e ter que contar com a sorte para o aluno entregar um comunicado ao pai, agora a escola pode, em poucos cliques, se comunicar com todos eles?

Essas mudanças permitem novas possibilidades e os gestores atentos e inovadores estão aproveitando-as para trazer mais alunos e, claro, ter também boa retenção dos matriculados. Apresentamos abaixo algumas dicas de como, ao usar um aplicativo escolar como o da Escola em Movimento, a escola pode atingir esses objetivos.

Fotos e vídeos de momentos da escola

Que tal aproveitar o aplicativo para criar um álbum de fotos para os pais? Ou vários álbuns? Atualmente, dezenas de escolas já compartilham álbuns de fotos com os pais quase que diariamente.

Os pais conseguem ter uma recordação de momentos que os filhos vivem em salas de aula que não poderiam ter não fosse a tecnologia.

Isso com bastante segurança, algo que obviamente as redes sociais não permitem. Somente os pais podem ver as imagens.

Informações trocadas com toda segurança e tranquilidade para que ele tenha acesso quando precisar.

Acesso fácil dos pais aos profissionais da escola para solucionar problemas do dia a dia

O pai quer chegar mais cedo para buscar a criança. Ou o professor quer que a mãe converse com o aluno sobre determinado assunto complementar a algo dito em sala de aula. Com uma ferramenta de comunicação rápida, onde o profissional da escola consegue saber se o pai leu ou não a mensagem, novos diálogos podem ser abertos.

Antes, o professor não ia entrar em contato com os pais para falar de assuntos não urgentes. Mas com a facilidade que o contato é realizado com um app escolar ele muda de ideia. E assim podem surgir soluções que de fato ajudem no desenvolvimento dos alunos.

Uma comunicação eficaz entre pais e escola realmente faz diferença. Porque, devido ao grande número de alunos, a escola às vezes não conseguia tratar com a particularidade necessária determinadas situações. Como a comunicação era complicada, um comportamento inadequado ou desobediência em graus mais simples poderiam ser deixados de lado, por exemplo.

Como agora o professor com um clique alcança os pais, esse problema não mais existe. E isto garante melhores resultados, com certeza.

Entender com precisão as carências dos pais e alunos e atuar quando necessário

Sem um aplicativo escolar, como a escola pode realizar pesquisas com os pais? Disparando por email? Pelas redes sociais? É muito complicado conseguir avaliar a satisfação dos pais quando não se tem uma ferramenta que alcança todos os responsáveis. No email, contando com a sorte, 40% dos pais podem abrir. Nas redes sociais, sem pagar para promover os posts, não mais que 10% deles.

Usando o aplicativo da Escola em Movimento a instituição pode saber qual pai respondeu a pesquisa e direcionar esforços para resolver possíveis insatisfações. Pode entender se há tendências de insatisfação em turmas específicas e corrigir erros que até então não vinha sendo identificados.

Para pesquisas, recomendamos um método bem prático, que é o Net Promoter Score, um método criado para monitorar a fidelidade dos clientes. A pesquisa valida a recomendação da escola classificando três faixas: os detratores, os neutros e os promotores.

O índice é calculado a partir da resposta para a pergunta: “De 0 a 10, o quanto você indicaria nossa escola para um amigo?”

Como respostas entre 9 a 10, é considerado como promotor. De 7 a 8, como neutro. De 0 a 6, é considerado como detrator. O NPS é calculado pela subtração pela porcentagem dos clientes Promotores (%) menos (-) os Detratores (%). É mais uma medida que a tecnologia ajuda a identificar, permitindo o aperfeiçoamento do trabalho da escola.

Dica bônus

Existem algumas soluções tecnológicas com foco na retenção e atração de alunos. Uma delas é o GeoEscola, plataforma de geomarketing para o mercado educacional da Tuneduc. Usando a tecnologia de geolocalização, é possível planejar campanhas de matrículas mais efetivas, entender melhor a concorrência, obter dados sobre a localização dos alunos e analisar indicadores para definir metas e desenhar estratégias mais eficazes.

Em sua escola, a tecnologia vem sendo uma aliada para melhorar os resultados? Conte-nos aqui nos comentários! 🙂