Nossa escola adquiriu um aplicativo, mas os pais não aderiram, e agora?

Escola em Movimento > Blog > Arquivo Aplicativo Escolar > Nossa escola adquiriu um aplicativo, mas os pais não aderiram, e agora?

Nossa escola adquiriu um aplicativo, mas os pais não aderiram, e agora?

Postado por: admin
Categoria: Arquivo Aplicativo Escolar
Nossa escola adquiriu um aplicativo, mas os pais não aderiram, e agora?

Conhecendo bem a realidade da educação no Brasil, temos noção da pluralidade de ideias, conceitos e práticas de diferentes escolas.

Pode variar de região por região, de metodologia por metodologia, pelo foco em determinado ciclo de idade de alunos. Enfim, são múltiplas variedades.

Ao implementar uma inovação, há casos em determinadas escolas em que pais não aderiram o aplicativo optado pela escola.

Pensar bem em escolher a ferramenta certa para escola é fundamental. Há muitos casos de escolas que adotando uma ferramenta em um mês já conseguem conectar todos os responsáveis.

Entretanto, outras podem ter um pouco mais de dificuldade. Reunimos aqui algumas dicas que não podem ser esquecidas para que a implementação da inovação na escola seja bem sucedida.

Institucionalização da ferramenta

A cultura do uso do aplicativo deve ser institucionalizada.  O que isso significa? Todos devem estar cientes que a comunicação será realizada pelo aplicativo da escola.

Da secretaria à direção, todos os profissionais da escola devem estar engajados na missão de comunicar aos pais a novidade.

Os professores devem falar sobre o app escolar nas aulas, para que os próprios alunos informem e cobrem os pais para se conectarem.

Tem que ficar claro para todos os pais que o app não se trata de algo complementar, como é o caso do site institucional ou de uma página em alguma rede social, e sim que por ali ele vai receber informações imprescindíveis.

Isso vai significar maior engajamento dos responsáveis com as ações da escola, devido ao altíssimo percentual de leitura das mensagens enviadas. Em muitos casos, escolas que enviam milhares de mensagens no mês tem todas elas lidas no app.

Divulgação do app

Divulgar bem a novidade faz muita diferença. É necessário usar todos os canais de comunicação para avisar  que, a partir de então, o aplicativo será o canal oficial de comunicação.

Uma prática de sucesso adotada por uma escola parceira foi colocar um professor responsável pra conectar os pais de cada turma. Assim, a escola conseguia um acompanhamento de pais conectados por turma. E o professor ia atuando conforme necessário para conectar os pais que ainda não tinham instalado a ferramenta.

Aproveitar encontros presenciais com os pais para conectá-los

Não há oportunidade melhor pra conectar os pais que a presença deles na escola. Colocar um profissional do colégio pra ir conectando os responsáveis ali mesmo é uma das melhores alternativas possíveis.

Ali os pais já percebem que vai ser mesmo necessário ter o aplicativo da escola  e que todos eles deverão estar conectados. Se não, podem perder informações relevantes.

Permitir interação com os pais pelo aplicativo

Algumas escolas querem ter um app próprio, no entanto, querem evitar o contato com os pais. Seja por achar que isso vai tomar muito tempo dos profissionais da escola, ou por outros motivos. No entanto, esta escolha, apesar de ser possível tecnicamente em um app escolar como o da Escola em Movimento, pode interferir muito no engajamento.

Se ali não há uma troca de facilidades, ou seja, os pais ganharem também novas possibilidades com o aplicativo, pode ser mais difícil fazer com que eles instalem. Então, se quer garantir mais facilidade no processo de implementação da ferramenta, não pense duas vezes em deixar o canal aberto para os pais enviarem mensagens. Seja por chat ou canal de atendimento.

Pode existir uma preocupação inicial para que encontrem tempo para responder as mensagens. No entanto, educando os pais que em determinado horário do dia estarão respondendo as mensagens, tudo fica mais fácil. E todos veem que a comunicação se tornou mais simples e eficaz.

Quanto mais conteúdo enviado, mais engajamento!

Não há um jeito mais fácil dos usuários enxergarem valor no aplicativo do que com o envio de conteúdos interessantes. O tempo que a escola gastava para preencher agendas ou bilhetes, pode agora passar elaborando informativos eletrônicos, mais completos e atrativos à leitura.

Que tal então enviar fotos do dia a dia? Ou até mesmo vídeos? No momento que os pais passam a receber arquivos como esse enxergam o app de outra forma. Porque percebem que ali podem mesmo ficar mais próximos daquilo que acontece no dia a dia escolar. E, acima de tudo, percebe que a escola está preocupada em ter com ele um elo forte e real durante a jornada escolar do aluno.