Por que escolas que investem em comunicação têm mais valor?

Escola em Movimento > Blog > Comunicação Escolar > Por que escolas que investem em comunicação têm mais valor?

Por que escolas que investem em comunicação têm mais valor?

Postado por: admin
Categoria: Comunicação Escolar
Por que escolas que investem em comunicação têm mais valor?

“Quem não é visto não é lembrado”, você já deve ter ouvido essa frase em algum lugar. No caso da relação entre pais e escolas, é impossível que a instituição não seja lembrada, dada a importância da relação entre ambos.

No entanto, muita coisa de valor que a escola faz aos alunos torna-se invisível aos olhos dos pais. Isso porque às vezes a falta de diálogo em casa não permite que os alunos compartilhem todas as suas experiências.

A rotina cheia dos pais impede às vezes que eles busquem saber o que anda sendo falado e o que os filhos têm feito na escola. Com essa dinâmica, cabe a instituição se preocupar mais com a comunicação escolar e procurar se aproximar dos responsáveis. Mesmo que virtualmente.

As escolas que conseguem se comunicar bem com os pais oferecem a eles informações relevantes do dia a dia dos alunos. São conteúdos distintos para cada contexto. Seja para criança do berçário, enviando todas as informações da rotina fisiológica, alimentar e pedagógica; seja para o aluno do ensino médio, para que comece a ter até um direcionamento de carreira.

A desconexão entre pais e escolas aumenta o desinteresse dos alunos pelos estudos e atrapalha o desenvolvimento emocional dos jovens. As escolas que investem em comunicação não pensam somente em sua marca. Pensam principalmente em fortalecer a parceria com os pais.

Uma parceria sólida com os responsáveis resulta em confiança e naturalmente traz também consequências positivas para a marca. Em outras palavras, ajuda a reter alunos e atrair novos. Vamos neste post discutir que tipo de informação a escola pode compartilhar e como mais valor pode ser gerado.

Entendendo como funciona a percepção de valor

Você já percebeu que em alguma situação você foi em algum restaurante que a qualidade da comida era boa, mas não suficientemente boa para você pagar um preço acima da média?

Provavelmente você também já foi em algum estabelecimento que comeu tão bem que quando foi pagar ficou surpreso em ser tão pouco.

Um exemplo a ser dado sobre percepção de valor pode ser o da variação dos preços das lagostas. Veja parte do infográfico produzido pela  Vouchercloud:

Os  exemplos são simples, mas quando paramos para analisar o valor das coisas, há vários fatores em conta. Erramos quando pensamos que o valor é apenas o preço a ser pago por determinado produto ou serviço.

Sobre o valor que as pessoas percebem em determinado produto ou serviço, não há verdade, há percepções, como dizia o escritor Gustave Flaubert.

Obviamente, cada negócio tem suas próprias particularidades. Essas particularidades se acentuam na educação, já que os pais não são vistos como clientes. Há um papel social envolvido. No entanto, não se pode negar que as escolas particulares são um negócio, e que o foco deste negócio é ser bem sucedido. Objetivo é formar bons cidadãos, alunos preparados para a vida e para a carreira, e que a escola consiga ser sustentável financeiramente e dê lucro.

As melhores escolas são as que geram os maiores valores para pais e alunos, e que este valor seja notado por todos. Abaixo, cinco fatores importantes para a geração de valor:

Por que escolas que investem em comunicação têm mais valor?

Comunicação escolar: Os bons valores gerados estão sendo reconhecidos?

Algo que nos ajuda a encontrar boas saídas é fazermos perguntas a nós mesmos. Aqui algumas questões que sua escola pode fazer para refletir sobre o que pode ser feito:

– Quais são os fatores chave para a sua escola se comunicar com pais e alunos?

– Quais são os principais tipos de informação a serem compartilhadas?

– Como a comunicação escolar pode ajudar a construir confiança e relações amistosas com os pais?

– Você tem certeza que a comunicação da sua escola está sendo clara e consistente?

– Como as estratégias de comunicação escolar mudam ao longo do tempo?

– Há algum aspecto da comunicação que você queira enfatizar no próximo ano?

– Quando você reviu as suas estratégias?

– Que tipo de retorno dos pais você tem ou precisa ter?

Essas perguntas nos ajudam a criar um norte do que pode ser feito e aprimorado. Para a maioria das escolas, é impossível ter uma equipe com vários profissionais focados só na comunicação. Logo, esse trabalho cabe um pouco a todos.

A escola que institucionaliza a boa comunicação sai bem na frente dos concorrentes. Deixar de usar um aplicativo escolar, por exemplo, é abrir mão do canal de comunicação mais eficiente. Enquanto nas redes sociais e com o email marketing fica impossível atingir um número expressivo de responsáveis, com o app várias escolas conseguem 100% de engajamento.

Logo, ter o aplicativo de comunicação já vai deixando de ser um diferencial. O que está sendo o diferencial é a forma como as escolas usam a tecnologia para fortalecer a comunicação. E fazendo todos os comunicados de forma aleatória não vai ajudar nisso.

Leia também

Administração Escolar: O que aprender com as Startups?

Os 9 erros mais comuns cometidos por escolas ao adotarem um app de comunicação

41 razões para escolas abandonarem agenda de papel para usar um aplicativo escolar

Guia para Engajar os Pais na Educação dos Filhos

É necessário ter uma noção clara do que comunicar, das informações que os pais esperam receber em cada contexto e se aproveitar da tecnologia para fortalecer a relação com os pais.

Os alunos da educação infantil fizeram uma bela apresentação na escola? Tire boas fotos e não deixe de compartilhar as fotos com os pais.

Uma palestra interessante e enriquecedora para os jovens do ensino médio? Grave um pequeno vídeo para os pais também ficarem por dentro.

Tem uma agenda de eventos bem definida? Crie, já no início do ano, os calendários com os eventos, as datas de reuniões, e configure lembretes automáticos para aumentar o engajamento dos pais.

A comunicação ainda é subestimada em algumas escolas

Outro motivo que explica porque investir em comunicação vale a pena é que algumas escolas ainda subestimam o valor da comunicação. Elas criam uma separação entre o papel da escola e da família. E não se preocupam em estabelecer um elo entre estas funções.

Obviamente, não estamos aqui dizendo o que exatamente é o papel da escola e o que é papel da família. No entanto, sem uma comunicação eficaz entre ambos importantes situações do contexto escolar podem não ser aproveitadas corretamente.

Fale com um ConsultorAté em casos sérios, por exemplo, como o bullying, com uma comunicação eficiente as consequências ruins podem ser amenizadas. Sabendo que um aluno passa por um momento complicado devido a momentos familiares, o professor pode ter uma abordagem mais apropriada. Estando ciente que o filho passou por situações ruins na escola, os pais podem agir para encontrar soluções.

A comunicação também ajuda o aluno a superar possíveis dificuldades em determinadas disciplinas. Com apoio dos pais, pode superar mais facilmente as dificuldades. E aprender que as dificuldades fazem parte, é normal tê-las e possível superá-las.

Percebemos então que a comunicação é importante não apenas por aspectos de marketing, para ajudar a atrair e reter alunos. E sim para que as escolas consigam melhorar os seus resultados. Uma comunicação eficiente com os pais e alunos cria um elo de parceria mais forte. As consequências disso são um melhor aprendizado e um melhor preparo para a vida adulta. Gostou do conteúdo? Compartilhe o texto com os colaboradores da sua escola e deixe o seu comentário!

Assinatura Guilherme Rocha Ribeiro